20050309

Bom título, hem?

Neste momento estou aqui no trabalho, à espera de um colega para ir (mais outro que aqui está) jantar. São 19:50.

Porquê? Porque hoje há uma “intervenção nocturna” (ultimamente, quando falo em “intervenção”, as pessoas olham para mim com um ar estranho. Será que há outra palavra?), para mudar servidores e switches. Tem de ser à noite, porque isto não pode parar durante o dia, naturalmente.

Por mim tudo bem, se bem que estou com sono… e sobretudo fome.

Sono porquê? Porque ontem fui jantar com os ex-demónios… Ok, ex-Onis (se bem que alguns não são ex-), que já não via há um bom tempo – anos, alguns deles. Adorei o jantar, aquele pessoal é impecável, deu para falar dos “bons velhos tempos” (que eram bons graças ao convívio, because our leaders were fucking PHBs… e, aparentemente, as coisas ainda têm piorado mais depois de eu ter saído). E o vinho estava bom, e era abundante. E o Cutty Sark também. Infelizmente, eu normalmente não durmo muito bem depois de beber em quantidades mais elevadas – ou seja, durmo como uma pedra inicialmente, mas depois acordo de madrugada e passo o resto da noite a adormecer e acordar. Case in point: esta noite.

Devido a isso, e à quantidade de trabalho actual (estou metido em N coisas ao mesmo tempo, que podia citar aqui, mas depois teria de vos suprimir… e matar pessoas tendo apenas uma lista de endereços IP ia dar uma trabalheira), estou cansado, e tenho andado hoje mal humorado.

Mas acho que fiz grandes progressos no anti-spam da empresa (que não tem nada a ver com a minha intervenção de hoje), que acredito ser dos melhores do país (não que haja grande competição…).

E estou a ouvir Ehren Starks. Continua a ser um espectáculo. O colega nem está a protestar, por isso não deve estar a detestar (e, infelizmente, não é uma cena tão divertida como quando pus Death, há 2 dias :)).

Tenho de ver se amanhã me lembro de mexer no meu projecto ultra-secreto. Bem, num deles. Na semana passada esqueci-me – eu não estou habituado a ter este ritmo de trabalho. Não é que trabalhe menos do que os outros, mas sou habitualmente tão rápido que consigo, graças a isso, ter bastante tempo livre – as in “mais de metade do tempo”. Mas estes últimos dias têm sido…

Bem, chega de me lamentar. Eu sobrevivo. E sobrevivo mais forte.

Ah, é verdade, queria mencionar isto, há pouco, quando falei do jantar dos ex-demónios. Entre outras coisas, falou-se dos nossos trabalhos actuais, do que andamos a fazer por lá, dos problemas que vamos tendo… e foi curioso que, várias vezes, eles me descreviam um problema, tipo uma máquina que passava a vida a ir abaixo e era preciso reiniciar, ou uma coisa que tinha deixado de funcionar, e eu só pensava “eu consigo resolver isto!“. Mas, quando estava lá (saí em 2003), não era assim. Será que mudei assim tanto? Que aprendi assim tanto?

É algo a considerar.

3 Comentários a “20050309”

  1. 4_Ever diz:

    Isso do melhor anti-spam, é dificil de engolir, quando estava em operação o Greylist, ai sim é que era um espectáculo. 😀

  2. Já sabemos os problemas que isso dava. Não digo que fosse culpa nossa, mas infelizmente temos de lidar com a azelhisse dos outros, que usam servidores de mail de má qualidade e/ou mal configurados.

    Anyway, se 99% dos spams são correctamente marcados, está tudo bem.

    O que é tentador é apagá-los, invisivelmente, acima de um certo valor… 😉

  3. tao diz:

    You… you… evil you! 😉
    Mas que seria tentador… LOL 👿