Mães

Há pessoas que se dão bem com as suas mães.

Não é o caso aqui.

Já diziam os Iron Maiden: “Only the good die young / All the evil seem to live forever.”

Espero que me caia um relâmpago em cima se alguma vez gostar / proteger / ajudar / não fizer o que é certo a alguém – seja quem for – só por ter laços de sangue com essa pessoa. Acreditem em mim, isso destrói vidas. Pessoas boas são condenadas a vidas inteiras de sofrimento por causa desse erro – porque têm um monstro como filha. E depois de décadas de tortura, humilhação e sacrifício, nos seus últimos momentos ainda se preocupam com o que será desse monstro.

Não mais. Na minha família, isso acaba aqui.

Monstros são monstros, independentemente de serem nossas mães, filhos, ou completos estranhos.

Desculpem o desabafo.

Os comentários estão fechados