20050920

Mais um desabafo. Cuidado!

Hoje o dia até correu, na sua maioria, bem. Finalmente, resolvi um problema com um servidor que já durava há dias, fiz a documentação correspondente, e o novo wiki está fantástico (não, não me estou a gabar, o mérito é da MediaWiki, eu só o instalei). No meio disso tudo, ainda deu para grandes progressos num dos meus projectos ultra-secretos (no qual continuei a trabalhar, depois de chegar a casa, até há minutos atrás… ainda não está perfeito, mas, comparado com o que era antes, é como da noite para o dia… but I digress), e há poucas coisas mais estimulantes, para mim, do que resolver problemas atrás de problemas atrás de problemas… pensando e criando, não apenas “tendo muita pachorra”.

Mas, no fim, uma simples frase estragou tudo. Eu tenho de fazer alguma coisa – e, sei, já ando a dizer isto, tanto a mim mesmo, como às poucas pessoas em quem confio, como aqui – mas tenho mesmo de me mexer, de mudar as coisas, e depressa, senão dou em doido.


Até já dei por mim a pensar, várias vezes, em pedir um empréstimo, e… não. Não! Isso seria burrice, seria prejudicar-me muito por causa de quem não merece tal coisa. Eu vou mudar a situação, mas segundo os meus termos, e não por não aguentar mais.

Mas talvez uma mudança de atitude… não, não é essa mudança de atitude que estão a pensar (“don’t worry! be happy!”, “leva tudo na desportiva”, e outras sugestões que só funcionam com pessoas que se estão nas tintas para o que fazem… e eu não sou assim!). Não é apenas uma mudança “para dentro”, mas algo mais… mais tipo John Galt quando é preso pelos “looters” no Atlas Shrugged. Será que aqui…?

É algo a considerar. E dá que pensar, também, que eu posso pôr referências destas “escancaradas” aqui, porque sei que quem… não queria dizer “está contra mim”, isso parece mania da perseguição… quem é o problema, não tem nem inteligência, nem cultura, nem sequer curiosidade para que uma referência a um livro (ainda mais este) lhe diga, alguma vez, qualquer coisa.

Dá que pensar que quem me prejudica não me chega, realmente, aos pés. Então porque é que ainda “sofro” esta história toda? OK, não sou um manipulador ou um mentiroso ou um intriguista, pelo que não sou pessoa de ganhar “poder” sobre os outros, como eles. Nem tenho conhecimentos / “cunhas” por todo o lado. Mas tenho muito mais capacidade de aprender e racicionar. Eu posso fazer alguma coisa, e farei. Mas isto é uma guerra em várias frentes, e não sei onde, exactamente, vou obter sucesso primeiro. Os blogs? O projecto ultra-secreto? Outro emprego (essa é uma hipótese que tenho evitado considerar, porque já estou farto de ter chefes, mas, mesmo assim, pode ser melhor resolver parte dos problemas, em vez de esperar por os resolver todos, eventualmente)? Ou algo completamente diferente?

We shall see. E agora faz-se tarde…

3 Comentários a “20050920”

  1. Acho que serias realmente feliz se trabalhasses por conta própria naquilo de que gostas e pudesses dedicar a tua vida aos teus incontáveis projectos.

    Hás-de encontrar a “resposta” vais ver. 😉

  2. Kanzentai diz:

    The truth is out there… but I think it goes on holiday every once in a while 😉

    The main goal should be a satisfying life, not surviving nor a hating existence. 🙂

  3. Kanzentai, those are words of wisdom. 😉