Dois Mil e Cinco

Chegámos ao último dia do ano, e é altura de fazer algumas reflexões.

2005 foi um bom ano para mim? Sim, melhor do que 2004, acho eu.

Continuo a trabalhar no mesmo sítio, na mesma posição, e a receber o mesmo – o que, para muita gente, “já é uma sorte”, mas eu não partilho dessa mentalidade, e por isso acho esta situação um pouco estagnante. Não digo “decepcionante”, porque nunca tive ilusões de que seria diferente. Neste país, salvo raríssimas excepções que ainda estou por encontrar, é assim e pronto.

O trabalho em si não corre muito mal, se bem que tende a ficar repetitivo – os tais “trabalhos de m*rda”, que têm de ser feitos, mas que qualquer um podia fazer, e que muitas vezes (vezes demais) sou eu o escolhido, pela simples razão de que já acabei o meu trabalho há muito tempo – aquele que eu faço e que ninguém mais ali sabe fazer. Mais uma vez, não tenho ilusões – isto é, e será, assim enquanto eu ali estiver – é o preço a pagar por ser competente e honesto, e não ser capaz de (nem querer) fingir-me ocupado quando não o estou.

Por outras palavras, ali não há futuro. Nem em termos de o trabalho ficar interessante, nem em termos de aumentos ou promoções.


Mas quem lê este blog já o sabe há imenso tempo, não é? Daí os meus projectos, que, esses sim, foram a grande novidade na minha vida este ano. Decidi que não vou mais ser uma vítima de “pointy-haired bosses” (que parecem estar em todo o lado), e por isso estou, desde o fim de Agosto, a “mexer-me” para mudar a minha vida, para melhor. Ainda não há resultados “dramáticos”, mas, também, ainda é muito cedo… e as perspectivas são boas.

Também me mexi, finalmente, depois de ser aconselhado a tal, para equilibrar as minhas finanças e acabar com as tremendas dívidas dos cartões de crédito. Aqui tenho de agradecer ao meu irmão de nome começado por J, que fez o que poucos irmãos fazem. Pela primeira vez em anos, não estou “à rasca”, e isso é óptimo.

Romanticamente… não vou falar disso, por agora. Sim, há uma novidade. 🙂

Em termos de jogos, a maior mudança deste ano foi a mudança gradual de PC para consolas. Ainda jogo em PC, às vezes, mas são sobretudo jogos antigos, emuladores, e jogos de estratégia (por exemplo, o fantástico Civilization IV). Jogos de acção modernos, o meu velho PC simplesmente não aguenta, e não é altura de gastar 1000 euros para voltar a ter uma “grande máquina”. Além de que há mundos inteiros para explorar nas consolas, neste caso a GameCube, e a minha mais recente aquisição, a Nintendo DS.

Em termos de música, tenho adquirido e descoberto pouca coisa. O dinheiro é pouco, e também quase só ouço música no carro, actualmente. Uma das minhas descobertas foi uma banda “novíssima”, os Pink Floyd. 🙂 Mas continuo a ouvir sobretudo heavy metal.

Continuo com 3 gatos. A Morgana anda a ficar um pouco menos medrosa. O Charlie ainda se esconde durante os habituais almoços de domingo, mas fora isso é o gato mais “cola” que já vi. O Kai está gordo, mas ainda salta quando é preciso, e continua a adorar festas. E todos me adoram… gostos estranhos. 🙂

Comprei as 2 primeiras seasons do Babylon 5, mas ainda só vi uns episódios. Adorei o que já vi, mas não tenho mesmo tido tempo para ver mais.

Bem, é tudo. Espero fazer um outro post com “decisões para 2006”, hoje ou amanhã.

Os comentários estão fechados