Manias? Eu?

«Cada bloguista participante tem de enunciar cinco manias suas, hábitos muito pessoais que os diferenciem do comum dos mortais. E além de dar ao público conhecimento dessas particularidades, tem de escolher cinco outros bloguistas para entrarem, igualmente, no jogo, não se esquecendo de deixar nos respectivos blogs aviso do ‘recrutamento’. Ademais, cada participante deve reproduzir este ‘regulamento’ no seu blog.»

Normalmente não entro nestas coisas, visto fazerem-me muito lembrar chain letters, mas depois de um pedido tão simpático (afinal, constituí 50% das pessoas de quem ela se lembrou)… why not? 🙂

Mas recuso-me a dizer “bloguista”. Ou “blogueiro”. Ou “blogador”. I’m a freakin’ blogger, dammit! 👿

Não me estou a ver, também, a arranjar 5 outras “vítimas”. Acho que serei o fim de um ramo, ou outra metáfora qualquer.

Bem. Manias, manias…

  1. Repetir piadas. (na Rússia Soviética, as piadas repetem-te a TI!!) Não de uma forma inconsciente, que seria algo aborrecido; gosto de o fazer conscientemente, e jogando com isso também – de certa forma, a repetição é parte da piada. Claro que há quem não goste/entenda, mas, se fosse a preocupar-me em agradar aos outros… 🙂
  2. Dependência de um “anti-secas” – não sou, actualmente, capaz de andar sem um (e muito sofri no passado, antes de aprender isso). O que é um “anti-secas”? É algo que me possibilita, onde quer que esteja, não apanhar secas. No passado, usava sobretudo livros; agora, uso o telemóvel, que, além de livros (livros inteiros, e perfeitamente legíveis), me dá também jogos, email, browser, etc.. Do que eu já me livrei, nos últimos meses, graças à N-Gage e ao 6630…
    Ultrapassa-me completamente como é que alguém pode sair à rua sem um “anti-secas”. Há sempre imprevistos que nos fazem ficar à espera 5, 10, 15, 30 minutos, e o que é que as pessoas “normais” fazem nessas alturas? Vegetam?
  3. Escrever com o teclado inclinado a 45º, assente nas pernas (parte esquerda em baixo, parte direita em cima). Não, não faço isso no trabalho, mas em casa é tããão bom… 🙂
  4. Desarrumação. Quando vou a casa de alguém e me dizem algo tipo “desculpa lá a desarrumação”, eu sorrio, abano a cabeça, e respondo “em termos de desarrumação, não passas de um(a) principiante!” 🙂 Ok, isto é mais um defeito do que uma mania… a “mania”, aqui, é talvez importar-me mais com tudo o resto do que com a desarrumação.
  5. Experimentar coisas novas, mesmo que tenha uma ideia pré-concebida bastante negativa. Sim, acho que isto é das “manias” mais positivas que uma pessoa pode ter… mas não me estou, de certa forma, a gabar: isto é uma mania. De tempos a tempos, descubro algo, “apaixono-me” por esse algo, e “absorvo” esse algo ao máximo. Desde heavy metal no início dos anos 90, até zombies no ano passado, passando por tantas outras coisas… para mim, estagnar é morrer, e nunca somos velhos demais para uma paixão nova, para aprender coisas novas, para descobrir algo novo.

Os comentários estão fechados