Carta de demissão

E pronto. Depois de tanto mistério, finalmente, chegou a hora da revelação. 🙂

Entreguei, há segundos, a minha carta de demissão, depois de quase 2 anos aqui. Trabalho até dia 25 de Agosto. Depois disso, estou totalmente livre para os meus sinistros projectos.

Acho que, apesar de tudo, consigo sair a bem.

A pena que sinto é só uma: não o ter feito mais cedo. Não um mês ou dois, mas um ano. Apesar de tentar ser sempre racional, é fácil ficarmos prisioneiros dos nossos medos, e preferirmos o conforto de uma situação à incógnita da mudança.

Faz-me lembrar uma secção do GURPS Space, que explicava porque é que muita gente suporta (de corpo e alma, não apenas por medo de represálias) regimes ditatoriais. O governo diz que “nada é pior do que o caos”, enquanto os rebeldes dizem que “nada é pior do que a escravatura”. O triste é que muita gente teme muito mais o caos do que a escravatura… Preferem o mau ao desconhecido.

E eu próprio fui culpado disso, durante quase um ano em que sabia qual era a coisa certa a fazer, mas fui adiando. 🙁

Mas mais vale tarde do que nunca, não é?

Em pouco mais de um mês, estarei livre. E já me sinto aliviado.

13 Comentários a “Carta de demissão”

  1. Focus RS diz:

    então e que vais fazer agora? Planos Secretos? 🙂

  2. Bem, são relativamente secretos, pelo que não posso revelar a totalidade deles aqui. 🙂 Mas passam pelos sites, blogs e afins, se bem que sem me limitar a eles.

  3. A:M:O diz:

    Espero que tudo te corra EXCELENTEMENTE BEM!!!!!! 😉
    Beijinhos

  4. patrícia diz:

    Quero apenas desejar-te toda a sorte do mundo. Parabéns pela coragem que mostraste ao seguir os teus sonhos! que todo corra de acordo com os teus planos.
    bjs patrícia

  5. Klawfive diz:

    Boa sorte para este futuro incerto. Que Nanabohzo, o grande coelho, te proteja, e que consigas guiar-te com a astúcia do Puma (meu totem).

    Principalmente agora, que estás por tua conta, lembra-te de ter juízo (dentro dos possíveis, claro está). Faz mais blogs, mais minisites, escreve um livro, planta uma árvore, aprende uma língua estrangeira e, se tiveres tempo, arruma a casa 😛

  6. Só dizes isso porque não vais lá a casa há um bom tempo. Há grandes progressos! 🙂

    Quanto ao resto, obrigado a todos/as pelos parabéns e votos de confiança!

  7. mónica diz:

    Parabéns!! espero que tenhas muito sucesso!

    (que vontade de fazer o mesmo…)

  8. O que é que te impede? 🙂

  9. mónica diz:

    hmm… deixa ver… contas para pagar, não ter uma alternativa bem pensada, não ter se calhar maturiade, sei lá… enfim, não tenho nada contra a ideia de ter um “boss”, há pessoas interessantes, que sabem orientar bem o trabalho, as equipas, etc. Outras não! Enfim, só um desabafo, e um voto de boa sorte para ti!

  10. Contas para pagar, temos todos. 🙂

    A sério, eu sei que isto não é para todo o tipo de pessoas, mas cada vez mais acredito numa coisa: que, excepto se estivermos a aprender imenso (e refiro-me a “todos os dias”, não apenas a ir a alguma formação ocasionalmente), o que provavelmente só acontece num primeiro emprego ou coisa parecida, todo o tempo que passamos a trabalhar para outra pessoa é, de certa forma, desperdiçado.

    Eu sei que dizer isto é algo que ofende um bocado as pessoas: ninguém gosta que lhe digam “sabes, andas a desperdiçar a tua vida”. Mas é o que eu acho – e eu próprio fiz esse erro, durante anos.

    Mas não ligues. 🙂 Se gostas do que fazes, continua. Eu não gostava do que fazia (longa história), e, além disso, acredito, como já disse, que um emprego é uma tremenda limitação – pode ser “seguro” ter o dinheiro certo no fim do mês, mas também é verdade que num mês em que trabalhemos o dobro, ou em que tenhamos uma ideia genial que poupe milhões à empresa, é só *esta* que beneficia. As pessoas têm tanto medo de descer, que aceitam a impossibilidade de subir só para se sentir seguras.

  11. Pedrinho,

    Como te disse antes, boa sorte! Nao eh que dela precises, mas de facto seria um desperdicio essa cabecinha nao fazer algo do genero!

  12. Lo diz:

    AConteceu o mesmo comigo há um ano eu tento pedir minha demissão e não consigo, por medo. Só q envolveu minha familia, e não qrem me dar a demissao!!!! To muito insatisfeita… Existe muita desigualdade lá dentro. E olha q minha chefe é minha tia e ganho um salario minimo, se não fosse parente da minha chefe eu seria com certeza serviços gerais ( não desmerecendo a função deles mas eles ganham bem melhor q eu, se comparado ao q eu faço)!!! Boa sorte….

  13. kx diz:

    Obrigada, obrigada, obrigada! Grande incentivo que tive a partir daqui! Estive ontem, à procura de minutas para elaborar uma carta de demissão. Vim aqui parar sem querer e quando li os teus problemas, pareciam os meus! Sem tirar nem pôr! Hoje ganhei coragem, e falei com a entidade patronal, acerca das minhas intenções. Ir embora. Depois de muitos anos a trabalhar numa empresa, fui mudada por várias vezes de funções, até que me conseguiram colocar numa, que ia acabando com corpo e alma.Tinha duas saídas.Ou metia baixa, ou ia embora. Decidi a ultima.Sinto-me tão bem! Já tenho um emprego em vista.Vamos ver como corre.Como me disseram lá na firma “Pior, não encontras de certeza!” Estou esperançada e agradecida a ti, por teres comentado os teus problemas. Boa Sorte para nós, que merecemos !
    😉