Porque é que já não sou um Sysadmin

Ontem escrevi, noutro blog, algo que já andava para escrever há um bom tempo: as minhas reflexões sobre os meus anos como administrador de sistemas Unix / Linux, as minhas razões para não o querer ser mais, e também um certo (mas ligeiro) desabafo sobre como isso é uma profissão que, em termos de satisfação pessoal e de carreira, é um “beco sem saída”, sobretudo para quem é competente e honesto.

Without further ado… Why I’m not a Sysadmin anymore.

Etiquetas: , , , , ,

Um Comentário a “Porque é que já não sou um Sysadmin”

  1. Boas, encontrei por acaso o teu artigo e achei incrível. Revejo-me completamente no que escreveste, embora seja admin. sistemas Microsoft. Passados uns tempos tudo fica bem…deixa de haver desafios…e para fazer updates estão lá outros… desde à um ano a esta parte que penso mudar de área…tenho 33 e já cá ando à mais de 10…

    Gostava de comentar melhor este artigo, agora não posso mas volto cá