I’m bored

Acho que o subject diz o principal.

Estou no trabalho. Não há nada pendente; já fiz o que tinha para fazer. Não há ninguém online com quem falar, e não estou à vontade com ninguém aqui para ter grandes conversas, ainda. Já vi tudo o que tinha para ver em termos de sites, li tudo o que havia para ler, respondi ao que havia para responder nos fóruns. Há umas coisas que já pensei em escrever, mas não me estão a apetecer particularmente.

De certa forma, o que me chateia é que, salvo algumas conversas, ocasionalmente, depois do jantar, a minha vida anda meio vazia — para não dizer secante. E não, não estou a culpar ninguém. It’s my fault, como quase sempre. Eu é que afastei toda a gente, e ando mais fechado do que andei nos últimos anos.

Obviamente, algo terá de ser feito.

O chato de estar no trabalho sem nada para fazer é que, por muito liberal que um local de trabalho seja, não posso realmente estar à vontade. Não posso ler um livro, por exemplo. Não posso ir para casa fazer outras coisas. Não posso jogar um jogo, ou ver um filme. Posso fazer o que quiser na net… mas, por alguma razão, ela hoje parece meio monótona.

Claro, a "culpa" disso não é do resto do mundo, é do facto de eu neste momento estar muito limitado noutras coisas, em particular pela falta de 1) dinheiro e 2) companhia. Por exemplo, ir a um site de reviews de jogos torna-se deprimente, porque verei lá muita coisa entusiasmante… que não posso ter, nem vou poder nos próximos meses. O mesmo em relação a sites de reviews de heavy metal (e não, puxar coisas na net nunca é a mesma coisa). Ou, por exemplo, sites sobre viagens, turismo, sítios interessantes para visitar… aí põem-se os dois problemas: a ausência de dinheiro, e a de companhia.

"Companhia"… isso é outra questão complicada. Sim, ando a sentir-me bastante sozinho, e isso tem vindo a aumentar a pouco e pouco, já há um bom tempo. Então porque é que, ao mesmo tempo, cada vez me isolo mais, cada vez estou mais anti-social, cada vez prefiro mais passar um almoço calmamente a ler do que na conversa com outras pessoas? Porque é que eu faço isto, se depois me sinto sozinho? Claro, poderia argumentar que é uma questão de "qualidade" e não de "quantidade", ou seja, efectivamente prefiro passar uma hora a ler um bom livro do que uma hora a ouvir outros falar de trabalho, futebol, e coisas assim. Conversas estimulantes são uma coisa tão rara que, muitas vezes, é mais "seguro" estar realmente sozinho; pelo menos sei o que me espera, já que os livros no telemóvel não fogem.

Technorati Tags: ,

5 Comentários a “I’m bored”

  1. Marco Alexandre diz:

    Tenho uma sugestão para o teu caso: Tenta algo diferente.
    Ok, já começaste pelo trabalho, mas queixas-te de solidão, de aborrecimento. Foi uma queixa? Não percebi bem porque no fim transmites que no fundo até preferes estar sozinho. Sinto muito pela perda do teu gato. A minha vida também não tem andado nada apelativa. O meu avô morreu há um mês… A minha mãe e o seu companheiro separaram-se, tudo indica, por motivo de traição… Como vês… Não estou muito melhor. Mas sou humano, e sou amigo. Podíamos tentar qualquer dia um meeting com mais algum pessoal do PokéFórum, era uma coisa diferente. Devia ser giro, a sério. Tenta distrair-te, sei lá. Ou então não sejas tão apressado no trabalho, para ficares com mais tempo para te entreter com o mesmo 😛
    Já com a companhia… Vives sozinho?
    De qualquer forma, não sei qual é a tua orientação sexual, mas há algumas mulheres especiais a passearem na rua, nunca se sabe quando o amor nos entra para o coração. Também, quem sou eu para falar disto, que nunca tive sorte… Desculpa lá a maçada! 🙂
    Cumps 😉

    ASS: MCAlexandre

  2. Khorazyn diz:

    Moço

    tenho a solução para para os teus problemas… basta fazeres como os teus antepassados. Beberes uns copos, metes-te no barco, andas à voltas de uma ilha qualquer e depois voltas já contente.

    Ou então, vens aqui para estes lados, muitas moças e também dinheiro. A sério. Isto é que era não ter medo do desconhecido. Não só mudar de emprego, mas mudar de continente.

    Khorazyn

  3. Não tenho solução nenhuma.

    Também prefiro a Solitude (nome que dou à solidão voluntária).

    Mas te ofereço aleitura do meu poema Mude.

    Mude,
    mas comece devagar,
    porque a direção ~e mais importante que a velocidade.
    (…)

    Abraços, flores, estrelas..

  4. Kanzentai diz:

    Em grande parte dos casos, other people are overrated.

  5. Renata diz:

    Infelizmente não tenho solução…
    Mas se vc encontrar, me avise pois sinto o mesmo…