Nova ferramenta: gerador de mapas para RPGs / Wargames

Aqui está: Map Generator for RPGs and Wargames. Produz coisas como isto (sem ser assim brutalmente reduzido, é claro):

Exemplo do gerador de mapas

As texturas são horríveis, eu sei. Feitas por mim no GIMP em menos de meia hora… 🙄 Talvez um dia destes chateie alguém para fazer umas melhores. 🙂

O código para gerar mapas mais ou menos realistas (isto é, com os tipos de terreno agrupados em “manchas”, em vez de cada hexágono ser aleatório independentemente dos outros) é algo com o qual já tinha brincado lá para 2005 ou 2006; encontrei o ficheiro .php no servidor quando pensava que tinha perdido isto há anos. Por acaso demorei para aí uns 15 minutos, na sexta, a entender como é que tinha feito aquilo. 🙂

A parte de web, customização, geração de imagens (com a biblioteca GD), texturas, e a possibilidade de guardar mapas através do URL são trabalho de hoje e da passada sexta-feira.

EDIT: agora também faz mapas quadriculados (em vez de hexágonos), e usa caching para apresentar mapas anteriormente gerados sem ter de o voltar a fazer.

Etiquetas: , , , ,

2 Comentários a “Nova ferramenta: gerador de mapas para RPGs / Wargames”

  1. André Medeiros diz:

    E que técnicas usaste para gerar esse mapa? Estou agora a trabalhar num jogo que gera mapas a uma escala um bocado maior (tipo 4000×4000), mas também quero que os gere realistas. Já tentei várias soluções, tipo Fractais Plasma, BSP tree, mas não há nada que me dê resultados satisfatórios.

    Estou a pensar usar algo como um continente gerado com um fractal plasma, e depois correr “sismos” nele para gerar vários continentes, rios, falhas, etc.

    Gostava de ter alguém com quem discutir este tipo de ideias 🙂 Alinhas?

    • Viva,

      já estás muito à minha frente, a técnica que uso é muito mais básica. 🙂 Não vou dar detalhes aqui, mas o meu email está na na página de “sobre mim“, é só mailares-me.

      Quanto aos tamanhos, o sistema que uso não tem qualquer limite; simplesmente, precisamente por isso, seria facílimo pedir mapas enormíssimos, que demorassem minutos a ser gerados, e ocupassem dezenas ou centenas de megabytes, fazendo com que fosse facílimo fazer um “denial of service” ao meu pobre servidor. Daí o limite arbitrário de 64×64 hexágonos, que gera um mapa de 6550×4900 pixels, ocupando uns 400 KB. Talvez depois aumente esse limite (é só questão de mudar 2 variáveis no código), se vir que o servidor se ri disto… mas ainda não comecei a ter “hits” a sério nessa ferramenta, por isso não sei como vai ser.