Ateísmo-PT – novo blog de ateísmo

Conforme mencionado no post anterior, aqui está ele: Ateísmo-PT.

Exportei os posts relacionados com o assunto para lá, sem os comentários (já que quem comentou aqui não autorizou explicitamente que os comentários fossem duplicados noutro blog); os posts continuam também aqui, mas serão em breve fechados a novos comentários. O novo blog ainda está com o theme default, mas eu amanhã trato disso.

Estão, portanto, a partir de agora livres (yay!) de posts sobre ateísmo ou religião aqui no Ostras, e por conseguinte no PlanetGeek (posts sobre discussões, lógica, racionalidade e afins poderão ainda aparecer por aqui, ocasionalmente).

Etiquetas:

3 Comentários a “Ateísmo-PT – novo blog de ateísmo”

  1. LVSITANO diz:

    O novo blog está soberbo. Na minha opinião, é uma referência obrigatória nas lides do ateísmo. Interessante é também a ponte que fazes quase sempre entre o ateísmo, a racionalidade, a moralidade e o conhecimento.

    Penso que não devias erradicar completamente o ateísmo aqui do Ostras, uma vez que faz parte de ti e este é um blog pessoal. Ocasionalmente podias deixar aqui uns links (do género Lifestream), talvez mensalmente, dependendo da tua fertilidade blogótica nesses mês, sobre ateísmo. Por exemplo, artigos teus no Ateísmo-PT, coisas da Greta, entre outras leituras interessantes que faças por aí. De qualquer forma, fica a sugestão.

    Parabéns por este fantástico blog, pelo novo e, sobretudo, por contribuíres para a evolução da nossa espécie ao fazeres activismo pelo ateísmo. Que, atenção, não é intrusivo (quem lê o que escreves fá-lo de livre vontade).

    Cumprimentos.

    • Marco,

      obrigado, obrigado, e ainda por cima obrigado. 😉 Estava mesmo a precisar de “ouvir” isto, depois dos ataques e “bocas” que já ouvi. Espero que continues a gostar de ambos os blogs. 🙂

      Quanto à sugestão, ainda é algo a considerar, mas, sim, parece-me uma ideia interessante. Outra hipótese é usar o feed para uma secção na barra lateral com links para os últimos posts… se bem que não sei até que ponto alguém olha realmente para a barra lateral. Talvez a tua sugestão seja mesmo a melhor. Logo se vê.

      • LVSITANO diz:

        Eu é que tenho de te agradecer por me teres dado a conhecer, há uns anos, o mundo do ateísmo. Realmente o PokéFórum-PT mudou a minha vida em várias vertentes. Tudo o que possa dizer mal, agora, dele, é justo e com conhecimento, mas penso que o saldo é muito positivo pela a experiência adquirida e pessoas fantásticas que conheci, na qual estás incluído. E este blog continuarei a seguir, obviamente, tal como o Ateísmo-PT, e isso só acontece porque és alguém notoriamente inteligente e avançado. Como se não bastasse, identifico-me (diariamente!) como muitos artigos introspectivos e pessoais teus. O exemplo mais recente é o “Contra-argumentar é não dar ouvidos?”, mas há imensos. Dilemas profundamente irracionais e com os quais tenho de lidar vindos das pessoas de que mais gosto.

        Sei que os “ataques e bocas” que tens ouvido e/ou lido são muito desmotivadores e, por mais certos que estejamos das nossas convicções, é sempre difícil suportar tantas vozes dissonantes e voltadas para o anti-progressista. Sei bem o que isso é. No entanto, não te deixes abater, porque esse é o caminho certo. Também foi difícil aceitar que o centro do Sistema Solar é o Sol, mas já lá chegámos. Agora é uma questão de cada um contribuir com a sua parte para ajudar o mundo a evoluir o que, na minha opinião, passa, em parte, pelo ateísmo.

        A ideia do feed da sidebar também é óptima, e o que pode ajudar para que se veja mais é reduzir o número de widgets; eu, por exemplo, ao invés de ter as tags e arquivos na sidebar, optei por criar páginas para os mesmos.

        Para finalizar, escrevi há pouco um semi-devaneio sobre como escrever a palavra “deus” e gostava de me ver esclarecido por ti, aqui ou no meu blog, como preferires, para ter a tua opinião sobre o assunto. Sou bastante novato e isso nota-se pela qualidade do texto, ainda assim acho a questão interessante.

        Continua o teu excelente trabalho e não desanimes com os ad hominem e aberrações semelhantes.